Projeto Container #4: Minha Casa Meu Container

minha casa meu container

Depois de quase 2 anos sem poder investir em nosso projetos Minha Casa Meu Container, há dois meses retomamos a montagem da nossa futura residência.

Pra quem não sabe, a razão deste blog existir é a ideia de montar uma casa inteira feita com materiais alternativos, sustentáveis e cheia de soluções criativas, no melhor estilo faça-você-mesmo.

E esse é um dos motivos que fizeram o projeto demorar um pouquinho para deslanchar de vez, pois ao invés de contratar uma empresa para fazer a casa, resolvemos fazer tudo sozinhos, assim fomos resolvendo cada ponto depois de pesquisar muito na internet, sobretudo em blogs gringos, onde as construções com contêineres são mais comuns.

Nosso grande problema foi encontrar mão de obra qualificada, o que é bem precário aqui no condado, então as etapas do projeto foram divididas de acordo com o que íamos fechando do projeto original, sendo que algumas coisas foram modificadas no caminho, para se adaptarem as nossas necessidades, já que queremos nos mudar até o final deste ano ainda.

Desta forma iremos concluir somente a parte do térreo e no ano que vem vamos finalizar o quarto e o terraço superior. Se você ainda não viu como foi o inicio do projeto entra nesse post aqui que a gente explica tudinho.

Depois de aprovar o projeto, fazer a estrutura, comprar os contêineres e fazer a abertura e instalação das portas e janelas, nós concluímos a primeira fase do montagem da casa e ela ficou assim.

antes

O próximo passo depois disso, foi resolver a pintura. Pesquisamos diversos acabamentos, como tinta epóxi, emborrachada, refletiva entre outras. Mas devido aos custos elevados para esse tipo de acabamento resolvemos pintar com tinta esmalte mesmo, era desejo nosso pintar com tinta á base d’água, mas como o fundo já era sintético isso não foi possível.

Contudo o que demorou mesmo foi escolher a cor pra pintar a casa, passamos meses resolvendo qual seria, e no final fizemos orçamento para pintar de amarelo ou turquesa. A decisão de pintar de turquesa, no fim das contas, foi porque a tinta saía bem mais barata que o amarelo que escolhemos, simples assim.

A pintura foi feita com pistola simples, daquelas que você encontra para comprar no Polishop, sabe? A empresa que contratamos finalizou a pintura em 2 semanas, mas só porque choveram alguns dias e era preciso esperar uma umidade do ar específica para se fazer a pintura final.

montagem 2

Logo que o cara começou a pintar o cantinho do contêiner eu já comecei a dar pulinhos de felicidade com a belezura da cor. Depois de tudo concluído passamos a terceira fase, que seria a aplicação da grama, a instalação do portão e algumas coisas que ficaram pra trás como a ligação da água e da energia.

Nunca pensamos em impermeabilizar o solo do terreno de forma alguma, assim na área do contêiner e do futuro deck colocamos brita, e na área restante grama São Carlos em tudo!

montagem 3

Já que os orçamentos para fazer o portão de alumínio no modelo que queríamos estava saindo uma fortuna, resolvemos improvisar um com paletes mesmo, e plantar o arbusto pingo de ouro na frente, desta forma quando instalarmos o portão externo, poderemos tirar os paletes e ficar só com o arbusto dividindo a área da garagem.

A quarta fase é a montagem da parte interna, que consiste na instalação do drywall com isolamento térmico de lã de vidro, a instalação hidráulica e elétrica, o assentamento do piso e dos azulejos no banheiro, por último vem a pintura e acabamento fino.

Ainda falta muita coisa, mas isso a gente vai fazendo com o tempo. O importante é logo poderemos nos mudarmos para a nossa casa móvel dos sonhos.

Aguardem que logo tem mais novidade. Prometo que assim que nos mudarmos farei fotos do cafofo decorado para mostrar para vocês.

perfil patricia

Projeto Container #3

projeto_container_3

O conceito de lojas pop-up já não é tão estranho como alguns anos atrás, várias experiências já foram feitas pelo pais com lojas montadas sobretudo com contêineres marítimos.

Mas se você ainda não está por dentro dessa tendência monta e desmonta, acesse essa reportagem do Pequenas Empresas Grandes Negócios e entenda como isso funciona.

Resumidamente, se trada da ideia de criar lojas abertas por tempo limitado dentro de uma temporada específica por exemplo, acabando este período o negócio fecha para abrir em outro lugar, seja em outro bairro, cidade ou país.

Por isso o uso dos contêiner se tornou tão atrelado a este tipo de negócio, ele facilita a montagem e desmontagem da estrutura, além de permitir inúmeras possibilidades de composição para o projeto.

Nas minhas andanças atrás de referências deste tipo de projeto, encontrei o restaurante pop-up mexicano Wahaca no site DesignBoom.

Trata-se de um projeto de cozinha experimental aberto em Londres por uma curta temporada, nele o conceito de negócio pop-up se funde a alteração constante do cardápio que estimula a degustação e experimentação constante.

A decoração tem um estilo moderno e capricha na mistura das cores, além de usar diversos materiais eco-amigáveis no acabamento.

Eu super topava degustar um nachos ali no segundo andar, curtindo esse ambiente super descolado e aproveitando para apreciar a paisagem, afinal de contar isso é Londres meu bem!

Via wahaca southbank Via wahaca southbank Via wahaca southbank Via wahaca southbank Via wahaca southbank Via wahaca southbank Via wahaca southbank Via wahaca southbank

E aí curtiu a ideia ou já viu outros projetos como este aplicado, conta pra gente?

fundadores_perfil_patricia

 

Projeto Container #2: WFH House

A processo construtivo de pré-fabricados, utilizando-se de containers marítimos com base para fundação, é um dos que mais me agrada em termos de design e arquitetura.

Nem mesmo é possível acreditar que essa casa de arquitetura minimalísta e elegante possui como base esse material que muitos acham dispensável.

O conceito da WFH House, é aproveitar ao máximo as facilidades construtivas que estes materiais propiciam, como baixo custo, rapides na montagem e a possibilidade de agregar outros sistemas eco-amigáveis, como o teto verde que além de ajudar na manutenção térmica da casa, possui um sistema de drenagem que reutiliza a água captada nas descargas dos vasos sanitários, lavagem e limpeza da residência.

Outros fatos sustentáveis foram acrescentados a casa como a alta captação de luz natural, eficiência energético de todos os elementos eletro-eletronicos da casa, assim como o fator que mais me encanta, a casa pode ser desmontada em 1 semana e reciclada em outros projetos ou mesmo ser transportada para qualquer lugar do mundo, fascinante não?

Fique agora com algumas imagens deste projeto impressionante, é só clicar nas imagens para ampliar.

No site da ArcgencY responsável pelo projeto você conseguirá informações mais detalhadas.

Você também pode conhecer outros projetos com containers na nossa Fan Page Projeto Container. 

Projeto Container #1

Pra você que nunca ouviu falar em casas feitas com containers marítimos, vamos ter toda semana aqui no blog, um post cheio de ideias e inspirações sobre esse novo conceito de construção amigável que já é famoso lá fora e começa a tomar corpo aqui no Brasil também.

Vale você dar uma olhada em nossas postagens anteriores sobre o assunto “Porque uma Casa Container” e “Já Conhece as Casas Containers?”

Agora vamos ao projeto destaque desta semana.

Com o conceito de reduzir/reutilizar/reciclar na cabeça, o casal Johan and Sascha decidiram usar 4 containers marítimos como parte da estrutura de sua nova casa situada em Silver Lakes na África do Sul.

Depois de uma profunda pesquisa na internet em busca de referencias e soluções já testadas em vários projetos pelo mundo, o casal  passou a bola para um escritório de arquitetura da região e depois de alguns meses esse foi o resultado final.

O conceito Industrial Decor com toques de Bohemian Decor se refrete em cada escolha estética do projeto arquitetônico, assim tudo se combina de forma urbana e moderna, com os containers servindo de ligação entre diferentes pontos da casa. 

Postagens de referência Home In a Box 

Porque Uma Casa Container??

Porque uma casa container?

Nosso envolvimento com a casa container aconteceu meio que de repente, estávamos procurando há muito tempo o jeito mais econômico e sustentável de construir nosso cantinho. Vinicius Yagui e eu estamos juntos a 7 temporadas e já estava na hora de realizarmos esse sonho.

Passamos por diversos projetos, como as casas pré-montadas em madeira e alvenaria, visitamos algumas construtoras, mas não estávamos ainda decididos, faltava alguma coisa.

Como designers a estética do projeto sempre foi muito importante para nós, então os projetos com layouts pré-definidos dessas casas nos frustrava tremendamente.

Trabalhando como designer de superfície para cerâmica sempre tive contato com arquitetos, e projetos fantásticos, certo dia minha gerente voltou de Santa Catarina onde havia participado da Casa Cor de lá e trouxe com ela a revista que destaca todos os projetos expostos, ao folheá-la me deparei com o projeto da arquiteta Lívia Ferraro, que utilizando 2 containers (2,5×2,5×6,0 m) construiu um pequeno e charmoso sobrado totalmente factível de ser reproduzido.

Pedi a revista emprestada e a mostrei ao Vinnie quando cheguei em casa, ele ficou tão encantado quanto eu com a ideia e a partir daí começamos a elaborar nossa casa container e a pesquisar sobre o assunto na internet, assim descobrimos inúmeros outros trabalhos com containers que estavam sendo feitos por todo mundo, e pegando uma solução dali outra daqui fechamos o projeto.

O difícil foi encontrar um arquiteto aqui na nossa região do Alto Tietê que topasse entrar na onda com a gente, para alguns era impossível entrar na cabeça um casa feita de “lata” e porque alguém ia querer morar nela.

Até que aconteceu e finalmente encontramos alguém que topou elaborar o projeto final para aprovação na prefeitura e assuntos burocráticos. Demorou alguns meses para o projeto ser finalmente aprovado e mês a mês investirmos um pouco na nossa casa container.

O mais difícil nesse caso é encontrar mão de obra, alguém que entenda o que queremos e nos ofereça soluções ao invés de ficar com cara de WTF??

Quando colocamos os containers ouve um burburinho no condomínio, na maior parte os comentários eram do tipo “como é que eles vão morar nesse negócio” “mais que horror que coisa enferrujada!!”

Não ligamos muito para isso até porque essas pessoas realmente não conseguem ver o todo, nem imaginar o projeto pronto como nós, mas quando colocamos as portas e as janelas os comentários ficaram mais amenos e diante de algumas reportagens que passaram a tv a projeto não é mais tão estranho assim, para algumas pessoas.

Nossa ideia daqui pra frente é buscar parceiros que queiram colaborar com o projeto e futuramente trabalhar como consultores para quem quiser construir sua casa container também.

No meio de toda essa onda upcycle montamos esse blog pra fornecer ideias de como reutilizar materiais e objetos na decoração.

Temos como meta reutilizar o máximo de materiais no projeto, então, ao invés de lojas de construção, visitamos frequentemente demolidoras, antiquários e lojas de usados a fim de garimpar uma porta diferente, uma cadeira bacana e que combina perfeitamente com o conceito que queremos que tenha nossa casa.

Um pouco mais sobre o projeto.

Composto por dois container sobrepostos, um de 12×2,50×2,90 metros (HIGH 40”) e outro de 6×2,50×2,50 metros (DRY 20”).

Para o acabamento térmico e estético interno utilizaremos drywall com forro de lã de pet no térreo e lã de rocha no primeiro andar.

A casa será composta por sala e cozinha integradas, dois quartos, um banheiro, compondo 45m² de área coberta, mais uma varanda no primeiro andar e um deck totalizando 44,25m² de área externa mais o jardim que ganhará uma atenção especial com o paisagismo. Buscamos com toda essa linguagem industrial trazer o inusitado, o criativo, o divertido e arrojado.

No projeto ainda prevemos um sistema de aquecimento de água sustentável e um de recolhimento de água da chuva para manutenção do jardim e de outras áreas da casa além de uma piscina (por que a gente merece depois de tanto trabalho).

Estamos divergindo na cor final da casa, mas será algo entre o amarelo tropical e vermelho escarlate.

Com a área reduzida do container vai sobrar bastante espaço para nossos cachorros Iron e Alanis brincarem, além de nosso filho Arthur que completa agora 3 meses.

Gostou do projeto?!? Então Compartilhe!!!

Já Conhece as Casas Container?

Pois é, não é brincadeira não, as casas containers estão chegando ao Brasil finalmente. Criadas em diversos lugares do mundo essas casas prezam sobretudo pela sustentabilidade, estilo urbano, baixo custo e consumo alternativo de materiais, não é sensacional?!? Não tá botando fé no que estou dizendo né…então ai vai uma galeria dessas casas super estilosa que vão invadir também o Remobília.

Eu e Vinnie  ficamos tão apaixonados por essa ideia que resolvemos construir nossa nova casa com containers, a partir de agora o Blog Remobília tem uma nova categoria, exclusiva pra falarmos sobre o andamento do nosso projeto, cheio de dicas pra quem quiser apostar nesta ideia também, aguardem!!!