Salinha Repaginada Gastando Quase Nada

Oi gente bonita, depois de uma semana movimentada é hora de voltar a nossa rotina e compartilhar ideias maravilhosas para deixar a tua casa mais colorida e querida gastando pouco, é claro. Já faz um tempinho eu quero mostrar o antes e depois de uma salinha que é perfeita para o nosso blog.

Nós que adoramos decoração, vivemos nos deparando com móveis em nossas casas que simplesmente não nos representam. Eu já vivi isso com uma estante bizarra que eu mesma comprei, admito. Abandonei a coitada na nossa antiga casa, assim que a gente se mudou para o apê simplesmente por que não tinha jeito de tentar repaginar aquele trambolho que já nasceu todo errado. E assim eu aprendi que aparadores e nichos podem fazer um trabalho muito mais eficiente que uma estante desengonçada, deixando a decoração mais clean e com espaço de sobra para trabalhar na decoração das paredes.

Foi a também insatisfação com o seu rack que fez o Matheus do Blog do Math correr atrás de alternativas para deixar a sala do seu pequeno apê mais condizente com o seu estilo. Como de praxe ele começou procurando alguma coisa bacana e que coubesse no orçamento, o que é impossível em quase 99% dos casos. A verdade é que o que gostamos e achamos o máximo não encaixaria no orçamento nem se a gente parasse de comer pra poder pagar. Porém, desistir de ter aquele cantinho dos sonhos não é uma opção, então vestimos nosso avental, arregaçamos as mangas e partimos para o faça você mesmo.

Foi isso que eu fiz em quase tudo que tenho aqui em casa e foi o que o lindo do Matheus fez também.

Na dúvida entre usar prateleiras de pinus ou caixotes de feira no lugar do rack, ele foi lá, combinou os dois, criou uma paleta de cores toda mimosa, e o que era um cantinho comum, virou um xodó só.

decorando-com-caixotes4

É claro que não foram só os caixotinho coloridinhos que transformaram esse cantinho, mas sem dúvida eles abriram espaço pra que todos esse amor em forma de mimos decorativos transbordasse. Assim  tudo se mostra, sobra mais espaço pra ser criativo e deixar a sala com um encantamento especial.
decorando-com-caixotes

Confesso que babei em cada coisa linda que ele usou para decorar o novo aparador, rolou um amor tão grande que eu nem sei o que dizer desse cara que mal conheço, mas já considero pacas 🙂

Quer ver todo o processo e os outros detalhes que eu não coloquei aqui vai lá se apaixonar, depois volta aqui e me conta como foi 😉

Ps: Esse é mais um achado do blog mais que fofo do mundo, Histórias de Casa, que sempre me apresenta bloguinhos novos e cantinhos encantadores.

perfil_patricia

Meu Aparador Repaginado com Tecido Autoadesivo DECO ART

Minha escolha por usar um aparador de madeira na cozinha sempre foi pensando em todas as possibilidades de customização que uma peça dessas poderia me proporcionar. Imagina a minha alegria então quando eu ganhei o mais lindo deles do pessoal maravilhoso do Meu Móvel de Madeira. A estreia dele na decor do cafofo foi nesse post aqui, caso você ainda não tenha visto.

Sou completamente apaixonada por ele, assim como o Arthur, que adora ficar abrindo e fechando as suas portas, enfiar brinquedos pelos buraquinhos dos puxadores, assim como fazer muita arte com giz de cera e canetinha no seu belo fundo amarelo.

Mesmo tentando resistir bravamente a todas as travessuras do Arthur, o pobre coitado começou a apresentar sinais de desgaste e eu já comecei a bolar o que poderia fazer para dar uma renovada nele.

Para minha sorte a pessoal da Deco Art tinha acabado de me mandar um rolo de tecido autoadesivo, para que eu testasse. Unindo o útil ao agradável resolvi botar em prática minha repaginada, usando o material que eles me enviaram. E assim nasceu um belo e super rápido antes e depois para compartilhar com vocês, olha só!

2 Antes-Aparador

Essa aqui foi a estampa que eu escolhi, eles tem uma mais linda do que a outra, mas o melhor de tudo é que as cores dessa super calharam de combinar com minha parede de lambelambe, yes!

3 Antes-Depos-Aparador-Materiais

Agora, seguem algumas dicas bacanas pra adiantar a tua vida na hora de aplicar o tecido em qualquer que seja a superfície.

4 Antes-Depois-Aparador-Colagem 5 Antes-Depois-Aparador-Colagem-2 6 Antes-Depois-Aparador-Colagem-3 7 Antes-Depois-Aparador-Colagem-4

8 Antes-Depois-Aparador-Colagem-Final 9 Antes-Depois-Aparador-Puxadores

O resultado final é essa belezura aqui, transformada totalmente com materiais que eu já tinha em casa. Todo o processo levou o tempo de uma soneca do Arthur. Os materiais que eu usei na empreitada além do tecido foram uma tesoura, uma espátula de feltro, e uma furadeira.

10 Antes-Aparador-Depois 11 Antes-Aparador-Depois-2

O tecido é realmente muito fácil de aplicar e tem uma aderência incrível. Fiquei louca para trabalhar com ele novamente. Usamos boa parte do nosso rolo de 3 metros, mas ainda sobrou um pouquinho para forrar minha nova caixa de ferramentas que mostrai logo mais.

A linha Deco Art é composta por tecidos autoadesivo para diversas aplicações. Possui um adesivo resistente e reposicionável, o que permite remover e recolocar o tecido sem danificar a superfície durante a sua aplicação. Basta retirar o papel protetor e aplicar em qualquer superfície lisa, limpa e livre de umidade. Ideal para revestir paredes, móveis, objetos, trabalhos artesanais entre outros. Prático, fácil e sem sujeira! Com 42 modelos, disponível nas medidas: 45cm x 01m e 45cm x 03m. Todos os modelos são produzidos aqui no Brasil pela Plavitec.

selo-publieditorial-2

perfil_patricia

Transformando um Baú Com Bobinex

Depois do sucesso da escrivaninha antiga que ganhou cara nova com uma boa demão de tinta colorida e aplicação do papel de parede da linha Natural da Bobinex, adorei utilizar essa técnica e busquei mais projetos para criar.
Encontramos então no quartinho da casa da sogrinha (sério, esse quartinho tem inúmeros materiais remobilísticos) uma caixa de madeira, daquelas de guardar jogo de pratos e louças. Ela já havia feito umas alterações com pintura e usou ele como baú no quarto dos filhos.. Mas a ideia era dar uma nova função a esta caixa de acordo com as necessidades atuais da casa.
Reformulando o layout da suíte dela, apareceu a ideia de usar esse baú como puff de apoio para a área onde está o Closet, e claro como um reforço pra guardar as baguncinhas.
Primeiro precisei lixar toda a parte que receberia a tinta branca, pra não correr o risco de descascar com o tempo. Tive o auxílio de uma ferramenta tipo uma espátula que facilita a retirada da tinta. Onde eu aplicaria o papel de parede, dei uma leve lixada apenas para garantir a fixação com a cola.
Revesti o baú inteiro por dentro com o papel de parede, e na parte externa aproveitei a emenda das peças para gerar os detalhes em branco. Neste projeto utilizei um pincel da Tigre para acabamentos de canto que eu suuuper recomendo! Ele espalha a tinta muito bem e agiliza a pintura.
E lógico que eu teria que colocar uma cor (mas claro né!) e como este puff fica no mesmo ambiente que a mesinha repaginada anteriormente, optei por alguns detalhes em rosa para criar uma harmonia.

antes-e-depois-baú

Finalizada esta parte, fomos atrás da espuma para fazer o puff, e a capa branca ficou por conta da sogrinha ( sou um desastre com costura). ela montou como se fosse capa de travesseiro com aquela abertura pra facilitar a retirada da espuma para poder lavar o tecido.
Uma dica é costurar um velcro nas extremidade da almofada e colar algumas na tampa do baú, assim evita a espuma ficar escorregando quando você senta.
Para finalizar, colocamos rodinhas que suportem o peso de uma pessoa sentada para facilitar o manuseio do puff. antes-e-depois-baú_2

Amei o resultado em dose dupla dessa parceria com a Bobinex, onde com materiais simples conseguimos criar peças totalmente repaginadas e cheias de estilo. Agradeço muito a confiança e o carinho. E agora, qual será o próximo desafio??

perfil-camila

Cantinho com Parede de Lousa

Todo começo de ano fazemos um planejamento com as metas e objetivos para o ano que inicia. No meu caso 2015 já chegou com a promessa de ser um ano diferente..e foi COM EMOÇÃO! Cafofo novo, emprego novo, vida nova! Tudo para garantir boa disposição e muuuitas idéias criativas para compartilhar com vocês.

O cafofo novo agora terá um atelier exclusivo para as artes remobilísticas com direito a bancada de porta e cavalete (logo logo um DIY por aí).

O desafio de pegar um apê sem móveis foi aceito com sucesso, não há limite para as idéias fluírem e cada cantinho está ganhando uma identidade especial. A arte da vez foi criar uma parede de quadro negro.

Há tempos eu havia comprado pela internet uns rolos de adesivo para quadro negro, porém ainda não havia encontrado espaço para colocá-la no outro cafofo já que as paredes já tinham cor e papel de parede. Como no novo apartamento todas as paredes são brancas, livres e desimpedidas, resolvi que era o momento de ter uma parede para criar, desenhar e caso eu me enjoasse do desenho, era só apagar e começar de novo. É quase um livro de colorir e antiestresse, mas em grande escala. O adesivo funciona igual ao contact só que é fosco. A aplicação é super fácil, basta ter a parede limpa, seca e sem muitas imperfeições para não ficar marcado, usar uma espátula plástica ou até um pano para auxiliar a colocação evitando formar bolhas de ar. O bom é que se for preciso fazer emendas para colocar um ao lado do outro, ou até no caso do adesivo não vencer a altura, elas ficam super discretas que quase não dá para perceber. Colado o adesivo é hora de criar! Como sou apaixonada por tipografia ( descobri o nome certo a pouco tempo em uma palestra sobre design) comecei a buscar no Pinterest frases que tivessem relação com o cafofo e comecei a escrever.

Para dar um charme a nova decoração, reutilizei um relógio de disco que eu já tinha no outro apartamento mas dei uma repaginada nele, trocando os números e colocando uma cor. Este relógio é bem fácil de fazer, utilizei a máquina de um relógio de parede para aproveitar também o gancho para prender no prego, basta colar atrás do disco e criar como você quiser.

Também utilizei números de cerâmica para identificar o cafofo, que ganhei assim que me mudei. Eles foram colados com fita 3M para garantir que não vão cair, nem estragar o adesivo caso eu queira mudar o desenho futuramente. Confesso que o que mais gosto nesta decoração criativa e upcycling é a versatilidade dos materiais e como eles podem ser utilizados de diversas maneiras.

antes-e-depois antes-e-depois-parede-lousa DSC06330

Este mesmo adesivo que fiz a parede de quadro negro, utilizei no apartamento de um amigo querido, o fotógrafo Márcio Pimenta que aceitou abrir seu cafofo para minhas idéias. Lá também rolou uma outra versão do sofá de pallets (apresento um dia para vocês aqui no blog). Como grande fã de Miles Davis, um dos músicos do jazz mais influentes do séc XX, aceitou o desenho logo de cara para aplicar em uma das paredes do apartamento. Escolhemos a que está a porta do banheiro, pois é uma das paredes com maior visibilidade e deu uma cara mais despojada.

antes-e-depois-parede-lousa2

O bom desses adesivos em apartamentos alugados como é o meu caso e também o do Márcio, é que ele tipo “Lavou tá nova” pois não causa danos a pintura da parede, a retirada é bem fácil e não dá prejuízo na hora de entregar o apartamento.

perfil-camila

DIY Banquetinha Chevron

Há alguns meses atrás eu postei um DIY fofíssimo em que um baú antiguinho era totalmente repaginado com tons de rosa e laranja. Na época eu não soube dizer qual era afinal aquela fita azul super estilosa que era usada pra fazer o desenho em listras da peça, mas depois de ver a mesma fita sendo usada em vários outros projetos de artesanato, arte e pintura, descobri que se tratava de uma fita crepe especialmente desenvolvida para propiciar um acabamento de pintura profissional,  resistente a líquidos e ao rasgamento, que não deixa resíduo e com uma excelente linha de pintura.

Ela ainda é uma novidade no mundo do faça-você-mesmo brasileiro, mas já caiu no gosto de todo mundo que curte botar a mão na massa, ou melhor, na tinta e no pincel, tanto para dar uma colorida naquela parede sem graça da casa, fazer arte, como também reformar pequenos móveis.

Minha chance de testar a tal da fita milagrosa veio justamente da ideia de produzir algo com ela para a decoração do cantinho do banheiro, que eu já te mostrei no post anterior Remobília com 3M – Feicon Batmat 2015.

Achei a Scoth Blue da 3M aqui na Dicico de Suzano, e a escolhida para receber uma roupagem nova, foi uma banqueta de madeira bruta que comprei na Joli. A escolha da estampa chevron em dois tons de azul se deu um pouco por que eu sou apaixonada por essa combinação, outra por que a estampa é linda e  de quebra por que iria mostrar direitinho como a fita funciona super bem para decorar móveis. Usamos pouquíssimos materiais e o passo a passo você confere agora.

2 materiais 3 lixar 4 montar desenho 5 pintura 6 acabamento 7 Banqueta pronta 8-Banqueta-pronta

Como a tinta azul tinha uma boa cobertura e a madeira era bem clara não foi preciso pintar primeiro de branco para depois aplicar a cor. Outro detalhe importante foi que como eu não selei a peça antes, a madeira acabou sugando a tinta e deixando a linha irregular em algumas áreas, minha dica então é não pular essa parte para que o acabamento seja perfeito. A fita é bem resistente o que facilita a aplicação e a retirada dela da peça também. Com ela é possível criar inúmeras estampas e não só as geométricas. Você pode até elaborar desenhos vazados na fita e daí em diante o céu é o limite.

Pode esperar que ainda vai ter muita coisa feita com essa belezura aparecendo por aqui em breve, estou realmente in love pela Blue, acho até que ela sozinha, sem pintura, já fica linda 🙂

 

selo-publieditorial-2

 

perfil_patricia

Minha Cozinha Com Papel de Parede

É no final do ano que todo mundo dedica um pouco do seu tempo e da grana do 13º salário para dar uma reformada rápida na casa para as festas de final de ano, certo? Mas olha só, somente na minha rua, são 5 casas que devem ser concluídas até o final do ano, então essa grana extra serve igualmente para dar um gás na finalização da casa.

Aqui no cafofo a grana está curta, mas está aberta a temporada de reformas rápidas idem. Começamos dando uma renovada nas paredes da cozinha e do quarto com um papel de parede florido laranja lindão, da Coleção Grafismos da Bobinex, assinada pelo Marcelo Rosenbaum, assim como o que usamos na sala. Minha paixão por essa coleção é história antiga, então não vou repetir, se você quiser ver todo o passo a passo para aplicar o papel, dá uma olhada no antes e depois do nosso home-office.

Eu adorei o resultado, a cozinha ficou cheia de energia e com aquela pitada retrô que eu amo em qualquer cantinho da casa, mas que na cozinha cai como uma luva. Usamos 1 rolo para fechar a nossa parede e ainda sobrou bastante, então decidimos usar o mesmo modelo no quarto, que eu vou mostrar depois.

Ante-e-Depois-Cozinha-Cafofo-Remobilia-1 Ante-e-Depois-Cozinha-Cafofo-Remobilia Ante-e-Depois-Cozinha-Cafofo-Remobilia-3

Sentiu a vibração? Minha dica é que se você quiser dar uma repaginada rápida em alguma parede da sua casa, aposte no papel de parede, ele não é tão difícil de aplicar como parece. Basta seguir as instruções direitinho e fazer as coisas com calma.

Ah! Esqueci de dizer que já estou correndo atrás de dar uma repaginada na porta da cozinha também, e finalmente meu cantinho lousa vai sair do papel.

perfil_patricia