Um refúgio feito com contêiner

Como prometido, esse ano eu pretendo trazer mais projetos feitos com contêiner aqui para o blog, aproveitando para explorar um pouco mais essa nossa faceta, que é viver realmente em um cafofo alternativo.

Na verdade eu sempre estou procurando projetos de referência para postar aqui, mas pra ser bacana de verdade todo projeto precisa de uma boa história.

Continue reading…

Uma Perfeita Casa de Campo

Quem é que não quer ter uma casa de campo, ou de praia, pra curtir nas férias e feriadões no sossego absoluto?  Acho que praticamente todo mundo, certo?

Projetada para ser um refúgio de campo para uma família de quatro pessoas, um casal e dois filhos, esse cafofo feito com um contêiner de 20 pés, é um dos mais bonitos que eu já vi. Não só pela organização do espaço, mas também por todo o trabalho de paisagismo que envolve a casa.

Continue reading…

Projeto Container #4: Minha Casa Meu Container

minha casa meu container

Depois de quase 2 anos sem poder investir em nosso projetos Minha Casa Meu Container, há dois meses retomamos a montagem da nossa futura residência.

Pra quem não sabe, a razão deste blog existir é a ideia de montar uma casa inteira feita com materiais alternativos, sustentáveis e cheia de soluções criativas, no melhor estilo faça-você-mesmo.

E esse é um dos motivos que fizeram o projeto demorar um pouquinho para deslanchar de vez, pois ao invés de contratar uma empresa para fazer a casa, resolvemos fazer tudo sozinhos, assim fomos resolvendo cada ponto depois de pesquisar muito na internet, sobretudo em blogs gringos, onde as construções com contêineres são mais comuns.

Nosso grande problema foi encontrar mão de obra qualificada, o que é bem precário aqui no condado, então as etapas do projeto foram divididas de acordo com o que íamos fechando do projeto original, sendo que algumas coisas foram modificadas no caminho, para se adaptarem as nossas necessidades, já que queremos nos mudar até o final deste ano ainda.

Desta forma iremos concluir somente a parte do térreo e no ano que vem vamos finalizar o quarto e o terraço superior. Se você ainda não viu como foi o inicio do projeto entra nesse post aqui que a gente explica tudinho.

Depois de aprovar o projeto, fazer a estrutura, comprar os contêineres e fazer a abertura e instalação das portas e janelas, nós concluímos a primeira fase do montagem da casa e ela ficou assim.

antes

O próximo passo depois disso, foi resolver a pintura. Pesquisamos diversos acabamentos, como tinta epóxi, emborrachada, refletiva entre outras. Mas devido aos custos elevados para esse tipo de acabamento resolvemos pintar com tinta esmalte mesmo, era desejo nosso pintar com tinta á base d’água, mas como o fundo já era sintético isso não foi possível.

Contudo o que demorou mesmo foi escolher a cor pra pintar a casa, passamos meses resolvendo qual seria, e no final fizemos orçamento para pintar de amarelo ou turquesa. A decisão de pintar de turquesa, no fim das contas, foi porque a tinta saía bem mais barata que o amarelo que escolhemos, simples assim.

A pintura foi feita com pistola simples, daquelas que você encontra para comprar no Polishop, sabe? A empresa que contratamos finalizou a pintura em 2 semanas, mas só porque choveram alguns dias e era preciso esperar uma umidade do ar específica para se fazer a pintura final.

montagem 2

Logo que o cara começou a pintar o cantinho do contêiner eu já comecei a dar pulinhos de felicidade com a belezura da cor. Depois de tudo concluído passamos a terceira fase, que seria a aplicação da grama, a instalação do portão e algumas coisas que ficaram pra trás como a ligação da água e da energia.

Nunca pensamos em impermeabilizar o solo do terreno de forma alguma, assim na área do contêiner e do futuro deck colocamos brita, e na área restante grama São Carlos em tudo!

montagem 3

Já que os orçamentos para fazer o portão de alumínio no modelo que queríamos estava saindo uma fortuna, resolvemos improvisar um com paletes mesmo, e plantar o arbusto pingo de ouro na frente, desta forma quando instalarmos o portão externo, poderemos tirar os paletes e ficar só com o arbusto dividindo a área da garagem.

A quarta fase é a montagem da parte interna, que consiste na instalação do drywall com isolamento térmico de lã de vidro, a instalação hidráulica e elétrica, o assentamento do piso e dos azulejos no banheiro, por último vem a pintura e acabamento fino.

Ainda falta muita coisa, mas isso a gente vai fazendo com o tempo. O importante é logo poderemos nos mudarmos para a nossa casa móvel dos sonhos.

Aguardem que logo tem mais novidade. Prometo que assim que nos mudarmos farei fotos do cafofo decorado para mostrar para vocês.

perfil patricia