Minha Casa, Meu Container Fase 3

Já faz um tempão desde a última vez que mostrei mais detalhes do nosso cafofo por aqui, o pessoal nos cometários sempre me cobra, e eu nunca me animava a publicar nada novo eu sei, mas só por que estava esperando o momento certo de compartilhar com todos vocês, todas as transformações que o nosso cafofo sofreu nos últimos meses.

Tá certo que quem acompanha a gente lá no Instagram, volta e meia tem um gostinho de como ele é e de vez em quando até acompanha uma repaginada ali, uma transformada acolá, então é bom você seguir a gente por lá também, pra ver as coisas sempre em primeira mão!

Pois bem, lá no comecinho, nosso cafofo não passava de dois contêineres empilhados, como você pode ver aqui! Mas logo vieram as portas… o Arthur e alguns meses pagando aluguel sem sobrar grana nenhuma pra investir em nada, até que finalmente tomamos coragem, pegamos uma grana e finalizamos o primeiro andar, pra nos mudarmos logo em seguida e sair de vez do aluguel.

Uma época de muito improviso, me amor! Pra você ter uma ideia, nem pia da cozinha existia, o Vinicius criou a nossa, usando uma mesinha de madeira e uma saladeira, expert em gambiologias como já eu disse, mas logo nosso gabinete chegou, e todos os outros detalhes da casa foram sendo criados, reformados e remobíliados aos poucos, para compor o que é hoje, o nosso cafofo amado.

Agora nosso jardim até já se parece com um de fato, nossa amoreira está grande de vistosa, acho que teremos geleia da casa este ano, e as coisas andam bem por aqui.

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

A primeira coisa que fizemos quando batemos o martelo definindo que iriamos mesmo construir nossa casa usando contêineres, foi dividir o projeto em fases, a fim de otimizar o nosso tempo e concentrar nossas energias em uma coisa por vez.

A primeira etapa foi definir a planta e procurar um arquiteto para transpassar nosso projeto para as normas da prefeitura a fim de aprovar o projeto. Isso levou alguns meses e nesse tempo, já fomos adiantando a fundação para a fixar os contêineres, mas essa história eu já contei em outro post.

A segunda etapa foi finalizar toda a estrutura externa, fixar portas e janelas, tratar e pintar o contêiner, assim como cobrir a área externa com o gramado, postei tudo aqui!

A terceira etapa seria finalizar toda parte interna com o forro de drywall termo acústica, finalizar a parte elétrica e hidráulica e por mobiliar toda a casa. Foi exatamente essa fase que acabamos de concluir! E eu estou super animada em mostrar tudo pra vocês, ao longo da semana!

Ah! Sobre a pergunta que a Aline Araújo, fez lá no Facebook, sim, construir nosso sobradinho de contêineres, saiu muito mais barato do que fazer de alvenaria, sobretudo no quesito valor de mão de obra. O contêiner inferior de 12 metros custou pra gente na época R$ 6.000,00 e o superior de 6 metros R$ 4.000,00, foram mais R$ 800,00 de frete e R$ 700,00 do guindaste, somamos isso ao valor para preparar a fundação que foi de R$ 650,00, mais o valor das portas e janelas mais a mão de obra da instalação que ficou em R$ 5.000,00 temos um total de R$ 17.000,00, para fazer a estrutura da casa, sem acabamento. Só a nível de comparação, segundo o meu vizinho, ele teve um gasto de aproximadamente R$ 30,000,00 só com a parte de ferragens estruturais, para fazer um sobrado parecido com o nosso.

No próximo post vou falar sobre o acabamento interno, questões de temperatura e tudo mais. Beijocas!! 😘

Tem alguma dúvida que gostaria de tirar? Então escreve aqui nos cometários! 😉

Um Cafofo Colorido Sempre Apaixonante

Toda casa deve ter uma relação intima com o seu morador, e pra ser verdadeira ela tem que seguir as transformações pessoais e representar as nossas vivências também, é só assim que a gente realmente vai se sentir confortável naquele espaço.

Estou vivendo as minhas próprias transformações nesses últimos meses, mudei minha rotina completamente e com isso comecei a fazer caminhadas pela manhã, logo depois de deixar o Arthur na escolinha, quando volto pra casa, passo mais 1 hora dando uma ajeitadinha nela, assim quando sento pra postar, fazer as minhas pesquisas e escrever, tudo a minha volta está arrumadinho, isso deixa a casa com uma energia ótima e ajuda muito a inspiração fluir melhor.

Com as mudanças de rotina também veio a vontade de repaginar algumas coisas por aqui,  então logo vai ter muito coisa nova pra mostrar pra vocês. Mas o que eu quero dizer com tudo isso é que a decoração sempre vai ser algo em constante mudança, nela deve-se sempre ter espaço para uma nova lembrança de viagem, um cantinho para um novo membro da família e tudo vai se transformando junto com a gente.

Um dos primeiros cafofos que a gente publicou aqui no blog foi o da  Ana Mouawad Queiroga e eu ainda me lembro o quanto achei perfeito cada cantinho da casa dela e como ela me influenciou na decoração da minha.

Esses dias eu reencontrei o cafofo inspirador da Ana e agora ele também está em um novo momento, muito mais colorido e cheia de novas lembranças.

1 decoracao-casa-colorida-historiasdecasa-38 cafofo-remobilia-casa-colorida

Agora a Ana tem mais um filho, a casa ganhou mais vida e felicidade, e tá tudo ali, na nova paleta de cores, nos novos mimos e na energia boa que a gente sente só de ver essas fotos.

Então, não se sinta infeliz caso o teu cafofo ainda não esteja do jeitinho que você sonhou, dê um tempo pra ele que no final tudo vai se transformando, ainda mais se você mesma for o agente dessa mudança, reformando pequenas coisas, transformando outras. É tudo uma grande experimentação e a beleza está justamente nisso.

Quem providenciou esse reencontro lindo foi o blog amado Histórias de Casa, e se você quiser ver a transformações dos outros ambientes, tem um novo capítulo AQUI!

perfil_patricia

Cafofo Remobília #3

Existem lugares que quando a gente bate o olho se apaixona de cara.

E no caso desta casa reformada pela designer de interiores Ana Maria Mouawad Queiroga, publicado já faz um tempinho na revista Minha Casa, não é só paixão, é amor a primeira vista o que sinto.

Acho que quando for definitivamente decorar a minha casa, muitas das escolhas feitas pela Ana Maria nesse projeto casam perfeitamente com o meu estilo.

Vocês já sabem que eu adoro uma parede de tijolinhos, que não economizo nas cores, amo um patchwork de ladrilhos e azulejos e de móveis retrôs então, não posso ver um que fico maluca.

Pois bem, nessa casa linda de meu Deus tem tudo isso e mais um pouco, o que faz dela mais um legítimo Cafofo Remobília, que eu faço questão de mostrar pra vocês com todos os detalhes.

Da sala super estilosa, a cozinha meu amor, do quarto chuchuzinho ao quintal que eu quero pra mim agora! tudo aqui me faz suspirar e sonhar com uma casinha assim pra chamar de minha.

Então, não é um primor esse lugar? E vocês do que mais gostaram?

As imagens e repostagem original, com mais detalhes, você pode conferir aqui no site da Casa Abril