Casa Contêiner na Mostra Casa Viva da Leroy Merlin

Já faz um tempinho que não aparece um cafofo feito com contêiner por aqui, não é mesmo? Embora eu seja apaixonada por esse tipo de projeto e guarde comigo várias referências, ultimamente tenho achado tudo muito parecido com que eu já postei por aqui. Tava faltando aquele brilho no olhar quando você encontra um projeto super bacana, que não tem como não querer compartilhar, sabe?

Se o que tava faltando era o brilho no olhar, esse projeto incrível do escritório Todos Arquitetura para a Leroy Merlin, cumpre com perfeição esse propósito.

Continue reading…

Minha Casa, Meu Container Fase 3

Já faz um tempão desde a última vez que mostrei mais detalhes do nosso cafofo por aqui, o pessoal nos cometários sempre me cobra, e eu nunca me animava a publicar nada novo eu sei, mas só por que estava esperando o momento certo de compartilhar com todos vocês, todas as transformações que o nosso cafofo sofreu nos últimos meses.

Tá certo que quem acompanha a gente lá no Instagram, volta e meia tem um gostinho de como ele é e de vez em quando até acompanha uma repaginada ali, uma transformada acolá, então é bom você seguir a gente por lá também, pra ver as coisas sempre em primeira mão!

Pois bem, lá no comecinho, nosso cafofo não passava de dois contêineres empilhados, como você pode ver aqui! Mas logo vieram as portas… o Arthur e alguns meses pagando aluguel sem sobrar grana nenhuma pra investir em nada, até que finalmente tomamos coragem, pegamos uma grana e finalizamos o primeiro andar, pra nos mudarmos logo em seguida e sair de vez do aluguel.

Uma época de muito improviso, me amor! Pra você ter uma ideia, nem pia da cozinha existia, o Vinicius criou a nossa, usando uma mesinha de madeira e uma saladeira, expert em gambiologias como já eu disse, mas logo nosso gabinete chegou, e todos os outros detalhes da casa foram sendo criados, reformados e remobíliados aos poucos, para compor o que é hoje, o nosso cafofo amado.

Agora nosso jardim até já se parece com um de fato, nossa amoreira está grande de vistosa, acho que teremos geleia da casa este ano, e as coisas andam bem por aqui.

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

A primeira coisa que fizemos quando batemos o martelo definindo que iriamos mesmo construir nossa casa usando contêineres, foi dividir o projeto em fases, a fim de otimizar o nosso tempo e concentrar nossas energias em uma coisa por vez.

A primeira etapa foi definir a planta e procurar um arquiteto para transpassar nosso projeto para as normas da prefeitura a fim de aprovar o projeto. Isso levou alguns meses e nesse tempo, já fomos adiantando a fundação para a fixar os contêineres, mas essa história eu já contei em outro post.

A segunda etapa foi finalizar toda a estrutura externa, fixar portas e janelas, tratar e pintar o contêiner, assim como cobrir a área externa com o gramado, postei tudo aqui!

A terceira etapa seria finalizar toda parte interna com o forro de drywall termo acústica, finalizar a parte elétrica e hidráulica e por mobiliar toda a casa. Foi exatamente essa fase que acabamos de concluir! E eu estou super animada em mostrar tudo pra vocês, ao longo da semana!

Ah! Sobre a pergunta que a Aline Araújo, fez lá no Facebook, sim, construir nosso sobradinho de contêineres, saiu muito mais barato do que fazer de alvenaria, sobretudo no quesito valor de mão de obra. O contêiner inferior de 12 metros custou pra gente na época R$ 6.000,00 e o superior de 6 metros R$ 4.000,00, foram mais R$ 800,00 de frete e R$ 700,00 do guindaste, somamos isso ao valor para preparar a fundação que foi de R$ 650,00, mais o valor das portas e janelas mais a mão de obra da instalação que ficou em R$ 5.000,00 temos um total de R$ 17.000,00, para fazer a estrutura da casa, sem acabamento. Só a nível de comparação, segundo o meu vizinho, ele teve um gasto de aproximadamente R$ 30,000,00 só com a parte de ferragens estruturais, para fazer um sobrado parecido com o nosso.

No próximo post vou falar sobre o acabamento interno, questões de temperatura e tudo mais. Beijocas!! 😘

Tem alguma dúvida que gostaria de tirar? Então escreve aqui nos cometários! 😉

Projeto Container #5

Casa_Projeto_Container-#5

No meio das minhas tantas pesquisas sobre arquitetura com contêineres, eu já encontrei uma infinidade de projetos surrealmente interessantes. Que vão desde escolas na África, a alojamentos de estudantes na Alemanha, passando por hotéis de luxo no Japão e piscinas públicas nos Estados Unidos. E isso é apenas uma parte da infinidade de outras propostas criativas em que os contêineres são usamos como material alternativo, sustentável e econômico.

É sabido que para se fazer qualquer um desses projetos, você precisa, ou de mão de obra especializada, ou de MUITO tempo de pesquisa (que foi o nosso caso), para assim poder botá-lo em  prática de fato.

De olho nessa nova demanda, várias empresas de arquitetura trataram logo de inserir em seu portfólios tais projetos feitos com contêiner  Uma delas é a Ziegler Build da Austrália, que construiu uma das mansões de contêiner mais incrível que eu já vi.

Esse pequeno cafofo tem nada menos que 560 m², com 4 quartos, cozinha, sala, estúdio, área de lazer, e até uma loja! Foi todo construído em 5 meses, usando para isso 31 contêineres. Saca só quanta imponência.

Via ☮Amancay Bijou 2

image28 Jaora Street Graceville 2 image158 Jaora Street Graceville

image118 Jaora Street Graceville

O estilo da decoração é um contraste entre os móveis sóbrios e elegantes, com a estrutura industrial dos contêineres, e os graffitis que decoram a fachada e a sala, que em um primeiro momento podem causar estranheza, mas é exatamente o que o dono da casa queria.

Sei que estou devendo um post sobre os custos gerais do nosso projeto. Calma que já está saindo. Temos muita coisa para fazer ainda, por isso ainda não montei o post.

Fonte: Desire to Inspire

perfil patricia

Projeto Container #4: Minha Casa Meu Container

minha casa meu container

Depois de quase 2 anos sem poder investir em nosso projetos Minha Casa Meu Container, há dois meses retomamos a montagem da nossa futura residência.

Pra quem não sabe, a razão deste blog existir é a ideia de montar uma casa inteira feita com materiais alternativos, sustentáveis e cheia de soluções criativas, no melhor estilo faça-você-mesmo.

E esse é um dos motivos que fizeram o projeto demorar um pouquinho para deslanchar de vez, pois ao invés de contratar uma empresa para fazer a casa, resolvemos fazer tudo sozinhos, assim fomos resolvendo cada ponto depois de pesquisar muito na internet, sobretudo em blogs gringos, onde as construções com contêineres são mais comuns.

Nosso grande problema foi encontrar mão de obra qualificada, o que é bem precário aqui no condado, então as etapas do projeto foram divididas de acordo com o que íamos fechando do projeto original, sendo que algumas coisas foram modificadas no caminho, para se adaptarem as nossas necessidades, já que queremos nos mudar até o final deste ano ainda.

Desta forma iremos concluir somente a parte do térreo e no ano que vem vamos finalizar o quarto e o terraço superior. Se você ainda não viu como foi o inicio do projeto entra nesse post aqui que a gente explica tudinho.

Depois de aprovar o projeto, fazer a estrutura, comprar os contêineres e fazer a abertura e instalação das portas e janelas, nós concluímos a primeira fase do montagem da casa e ela ficou assim.

antes

O próximo passo depois disso, foi resolver a pintura. Pesquisamos diversos acabamentos, como tinta epóxi, emborrachada, refletiva entre outras. Mas devido aos custos elevados para esse tipo de acabamento resolvemos pintar com tinta esmalte mesmo, era desejo nosso pintar com tinta á base d’água, mas como o fundo já era sintético isso não foi possível.

Contudo o que demorou mesmo foi escolher a cor pra pintar a casa, passamos meses resolvendo qual seria, e no final fizemos orçamento para pintar de amarelo ou turquesa. A decisão de pintar de turquesa, no fim das contas, foi porque a tinta saía bem mais barata que o amarelo que escolhemos, simples assim.

A pintura foi feita com pistola simples, daquelas que você encontra para comprar no Polishop, sabe? A empresa que contratamos finalizou a pintura em 2 semanas, mas só porque choveram alguns dias e era preciso esperar uma umidade do ar específica para se fazer a pintura final.

montagem 2

Logo que o cara começou a pintar o cantinho do contêiner eu já comecei a dar pulinhos de felicidade com a belezura da cor. Depois de tudo concluído passamos a terceira fase, que seria a aplicação da grama, a instalação do portão e algumas coisas que ficaram pra trás como a ligação da água e da energia.

Nunca pensamos em impermeabilizar o solo do terreno de forma alguma, assim na área do contêiner e do futuro deck colocamos brita, e na área restante grama São Carlos em tudo!

montagem 3

Já que os orçamentos para fazer o portão de alumínio no modelo que queríamos estava saindo uma fortuna, resolvemos improvisar um com paletes mesmo, e plantar o arbusto pingo de ouro na frente, desta forma quando instalarmos o portão externo, poderemos tirar os paletes e ficar só com o arbusto dividindo a área da garagem.

A quarta fase é a montagem da parte interna, que consiste na instalação do drywall com isolamento térmico de lã de vidro, a instalação hidráulica e elétrica, o assentamento do piso e dos azulejos no banheiro, por último vem a pintura e acabamento fino.

Ainda falta muita coisa, mas isso a gente vai fazendo com o tempo. O importante é logo poderemos nos mudarmos para a nossa casa móvel dos sonhos.

Aguardem que logo tem mais novidade. Prometo que assim que nos mudarmos farei fotos do cafofo decorado para mostrar para vocês.

perfil patricia

Ideias Para Tvs e Monitores Velhos

Olá pessoal, cá estou eu novamente para compartilhar com vocês minhas últimas descobertas.

Já faz algum tempo encontrei no Pinterest uma ideia super bacana que transformava uma tv antigona, daquelas que praticamente fazem parte do mobiliário da sala, em um bar super estiloso. Curti muito a proposta e tratei logo de compartilhar lá na nossa página do Facebook e é claro que fez um sucesso tremendo!

De lá pra cá acabei encontrando outras propostas tão interessantes quanto aquela primeira, e não só com tvs antigas, mas também com monitores, em especialmente os Imacs que por serem coloridos podem se transformar em charmosas caminhas pet.

As possibilidades são tantas que nem dá pra acreditar em algumas ideias que surgem depois de uma pesquisa. Basta um pouco de disposição que dá pra criar aquários, estantes, sapateiras, guarda-roupas e um monte de outras coisas usando tvs antigas e monitores sem uso.

Vamos então a mais uma galeria de pura inspiração.

Ps: Lembre que a parte interna das tv e monitores devem ser descartados de maneira correta, caso nunca tenha feito uma coisa dessas o melhor é ir até uma dessas lojinhas que consertam tv e pedir para o cara desmontar pra você.

Gostou? Então não deixe de comentar!!!

Créditos: Os créditos das imagens estão na legenda da foto, caso queria saber mais sobre cada projeto. Caso encontre aqui algum material que esteja com os créditos incorretos por favor nos avise pelos comentários para que possamos corrigir.