Cafofo 306 | DIY & Decor – Gaveta Porta Tempero

Enquanto o terceiro e último projeto com bobina está em andamento (prometo que vai valer a espera, está ficando incrível!) eu me desafio com a decoração dos outros ambientes do cafofo 306. Desde que me mudei, a decoração da cozinha ficou sempre em segundo plano.

Lembrando que quando entrei no apartamento não havia um móvel se quer, somente os tampos da cozinha e banheiro e o tanque. Comprei alguns armários e prateleiras para tentar acertar as coisas, e agora chegou o momento de dar uma cara mais arrumadinha para este cantinho.

Ao contrário dos outros ambientes do cafofo 306 que são todos coloridos, para a cozinha eu optei por uma decoração mais neutra e estou trabalhando para deixa-la mais enxuta possível! Comecei me desapegando de muita coisa, trabalhando a ideia de não estocar muitos produtos até por não ter espaço para isso e com o tempo as coisas vão se encaixando. Confesso que projetar uma cozinha pensando em materiais DIY é bem mais difícil do que imaginei, foram muitas pesquisas e um belo quebra cabeças para imaginar algo econômico e que se encaixasse perfeitamente no pequeno espaço que tenho e que consiga dar conta de tudo que está ali.

Enfim, agora teremos muitos DIY nesta cozinha, acompanhem a evolução!

E o primeiro projeto foi um porta-temperos feito com gaveta. Simmmm é possível e eu demorei muito para pensar nessa solução, pois sempre imaginava em projetos com a gaveta inteira, não com apenas uma parte dela. Por um bom tempo insisti na ideia de que queria um porta-temperos na bancada, e até pensei em comprar uma prateleira pronta para facilitar o serviço. Porém como boa teimosa que sou, insisti que poderia sair um DIY dali.

Fazendo uma limpa no meu ateliê encontrei uma gaveta que tinha pego no meu antigo prédio e que até então estava usando como sapateira embaixo da cama. Ela estava indo para fila do “desapegar” já que fazia um bom tempo que estava ali parada e nenhum ideia genial aparecia. Até que tudo se encaixou na minha cabeça e dali saiu um belo porta temperos baratíssimo! Acompanhe o passo-a-passo:

Materiais:

  • Gaveta do tamanho que quiser;
  • Primer (caso a gaveta tenha um acabamento brilhante)
  • Lixa
  • Tinta
  • Serra circular ou tico-tico
  • Cantoneiras e parafusos
  • Suporte para pendurar quadros

Comece retirando o fundo da gaveta e marque a altura que achar necessária para serrar as laterais da gaveta. Faça esta mesma marcação no fundo. Após serrar todas essas peças é hora de lixar a gaveta para dar acabamento e facilitar a fixação da tinta. Caso a gaveta tenha acabamento brilhante, além de lixar será necessário passar o primer para garantir que a tinta não saia. Encaixe novamente o fundo da gaveta com as laterais, fazendo a fixação necessária e para garantir que a gaveta fique bem estruturada, fixe as laterais com cantoneiras em “L”.

diy-porta-tempero-de-gaveta-blog-remobilia

Agora é só pregar atrás o suporte para quadros e pendurar na sua cozinha. Achei que ficou um charme meu novo porta temperos!

Conheça mais um pouco do trabalho da Camila na Rab House Decor!

Colaboradora-Camila-Vieira

 

Mesinha de Carretel 3D de Papel!!

E seguimos com o desafio dos projetos com bobinas. Este é um modelo de mesinha de apoio, inspirado nos Garden Seat, a nova sensação da decoração. Confesso que sempre quis ter um em casa, mas não encontrava lugar para colocá-lo, e como o preço não é dos mais em conta, acabei deixando a ideia em stand by.

Pensando em referências para criar um outro projeto com bobinas, as inspirações de horas de Pinterest se uniram na minha cabeça e da junção do Garden Seat e de umas dobraduras com desenhos geométricos para fazer vasinhos, surgiu o nosso segundo projeto com bobinas. Acompanhe o passo a passo então.

Materiais:

  • 02 bobinas pequenas
  • Parafusos pequenos
  • Tesoura
  • Fita dupla face
  • Lápis e régua
  • Papel colorido (pode ser colorplus, cartolina)
  • Tinta (acrílica ou pva)
  • Tampo de espelho
  • 04 Rodinhas de silicone

O processo de preparo das bobinas é o mesmo do passo-a-passo anterior, faça a pintura da cor de sua preferência, aguarde secar e parafuse as bases unindo as duas bobinas, de preferência parafuse em 04 pontos para dar mais resistência a peça.

Em seguida parafuse as rodinhas para facilitar o manuseamento das bobinas quando for colocar o papel em volta.

Para fazer a dobradura usei uma inspiração do Pinterest que vou compartilhar com vocês. Existem outros modelos, alguns bem mais complexos, mas achei que este seria ideal para a mesinha.

No maior comprimento da folha para dobradura, faça linhas horizontais, lembrando que o espaçamento entre elas é você que define, pois isso irá interferir na quantidade de dobras e detalhes que sua peça terá. Neste caso usei um espaçamento de 10cm. Após fazer as linhas horizontais na folha inteira, faça linhas na diagonal, usei um espaçamento de 20cm, formando triângulos. Com os traços finalizados, é hora de começar a dobrar. Dobre as linhas diagonais para o lado onde a folha foi riscada. Faça isso nos dois sentidos. Em seguida vire a folha e faça as dobras horizontais. Quando você for fechar a folha contornando as bobinas, as dobras vão criando forma, de modo que as linhas horizontais ficarão para trás e os triângulos para frente. Adorei este efeito 3D com as dobraduras.

Mesinha-Bobina-Dobradura-3D-faca-voce-mesmo-Blog-Remobilia

Para fixar o papel nas bobinas utilizei fita dupla face no tampo para colar as bordinhas. Em seguida finalize em com um tampo de sua preferência, eu utilizei o tampo de espelhos para combinar com a outra mesinha que tenho no quarto.

Mesinha-Bobina-Dobradura-3D-faca-voce-mesmo-Blog-Remobilia2

Estou in love com a minha nova mesinha, achei que ficou super moderninha com este efeito 3D.

E você o que achou?

Colaboradora-Camila-Vieira

Projetos com Bobina Parte 01 – Mesinha lateral com gavetas!

E o primeiro post da série CAFOFO 306 | DIY & DECOR tem um desafio mega criativo!

Passeando pela Leroy Merlin buscando algumas peças para fazer meu home office, me deparei com algumas bobinas vazias na prateleira. Mas não eram aquelas bobinas grandes que a galera aproveita para fazer mesa, mas sim uns carretéis pequenininhos, que estavam lá, tímidos, esperando alguma ideia remobilística.

Chegando em casa com quatro “bobininhas”, me lancei o desafio: criar peças de decoração para o apê, sem ficar com cara de bobina.

Pois é, quebrei um pouco a cabeça e daí surgiram 3 ideias que vocês poderão acompanhar ao longo do mês.

A primeira delas é a mesinha lateral com gavetas, com duas variações.

Materiais:

  • 02 bobinas pequenas
  • Parafusos pequenos
  • Papelão (daqueles mais firmes para fazer a base das gavetas)
  • Papel duplex ou triplex (que parece um papel cartão, só que mais reforçado)
  • Tecido colorido
  • Cola branca
  • Estilete e tesoura
  • 02 puxadores
  • Papel (pode ser colorplus, cartolina) para fazer o fundo da gaveta
  • Tinta (acrílica ou pva)
  • Tampo de espelho
  • 04 Rodinhas de silicone
  • Banquinho de madeira

Comece fazendo o molde do fundo das gavetas, usando o tampo da bobina para desenhar no papelão (base da gaveta) e na cartolina (acabamento interno), lembrando que temos o
cilindro central que estrutura a peça, que deverá ser recortado desta base, para que a gaveta possa encaixar. O Desenho ficará em formato de “U”.

Em seguida, confira a altura da bobina onde será encaixada a gaveta e lembre-se de considerar a espessura da base e também uma folguinha na parte de cima, pois com o
tecido revestido acaba engrossando um pouco. Recorte no papel duplex, um retângulo seguindo esta altura e medindo a largura do raio da base, que irá fechar a parte curva da
gaveta e também as partes retas que ficam atrás onde irá encaixar na bobina. Na base desse retângulo, faça algumas abas para que depois você possa colar na base na gaveta.
Com a cola branca e um pincel, cole o tecido de sua preferência nos dois lados do retângulo. Após a secagem, cole as abas deste retângulo na base de papelão, fechando e
estruturando a gaveta.

Finalize com um puxador bem charmoso (esse meu foi presente que uma amiga viajante trouxe da Índia) e coloque a cartolina na parte interna da gaveta para dar o acabamento e
esconder as “abinhas”.

Gavetas finalizadas, é hora de preparar as bobinas. Pinte com uma tinta do seu gosto, neste caso precisei dar 03 demãos e aguarde secar, ou acelere o processo usando o secador!

Junte as duas bobinas e parafuse-as, para que a mesinha fique bem firme. Parafuse as rodinhas em uma das bobinas, encaixe as duas
gavetas e finalize o tampo com um espelho circular para dar uma sofisticada.

Mesinha-de-Carretel-Blog-Remobília

Prontinho! Agora é só escolher um lugar bem legal para colocar sua mesinha e aproveitar a decoração! E o legal é que dá para trabalhar com módulos.. você pode usar a mesa mais
baixinha com uma bobina e vai empilhando quantas bobinas achar necessário.

Mesinha-de-Carretel-Blog-Remobília-1 Mesinha-de-Carretel-Blog-Remobília-2

Para quem não quiser utilizar rodinhas, uma outra opção é usar aqueles banquinhos bem baixinhos e parafusá-lo na base da bobina, para fazer os pezinhos. Este meu eu comprei no mercado e paguei em torno de R$15,00. Eles também dão um charme na mesinha. Mesinha-de-Carretel-Blog-Remobília-3

Colaboradora-Camila-Vieira

Banquinhos de Tijolos <3

Dentro da listinha de materiais que podem ser reaproveitados e assumir diversas outras funções, além daquelas que eles foram originalmente concebidos, você já conhece os paletes, os caixotes, e também os blocos de concreto que, volta e meia, aparecem por aqui, seja em divisórias estilosas, banquinhos de jardim incríveis, ou racks charmosos em salas minimalistas.

Mas a verdade é que dá pra fazer MUITAS outras coisas com aqueles blocos que sobraram da sua última reforma, ou que você encontrou ali jogado na esquina. Eles podem se transformar ainda em, belos jardins verticais, criados mudos, mesinhas de apoio, assim como, banquinhos lindos que, tenho o prazer de compartilhar, a versão mais perfeita deles agora com vocês, nesse diy que é só amor!

Achadinho maravilhoso que vi primeiro lá no blog Casinha Arrumada, daí fui atrás do diy e lá estava ele, todo completinho no blog Joia De Casa, que eu adoro! O melhor de tudo é que o projeto pode ser feito todo com sobras de materiais, como retalhos, cortes de espuma, cordão de varal e aquele restinho de tinta que sobrou da sua última empreitada decor, é só você pega tudo isso e seguir o passo a passo, vem!

banco-concreto_passo-a-passo-blog-remobilia banco-concreto_final-1 banco-concreto_final-2

Tão simples e tão lindo, do jeito que a gente gosta! Agora eu também quero descobrir o diy dessa mesa, por né, tá linda demais!

Beijos e logo a gente volta com outra coisa boa, bonita e barata, pra você deixar a sua casa mais linda, enquanto isso, deixa aqui nos comentários as tuas ideias para reaproveitar blocos na decoração 😉
perfil_patricia

Cama Pet Reutilizando Gaveta

Aos apaixonados por gato, cachorro, coelhinho e nossos Pets arteirinhos, essa postagem é para vocês!

Nada melhor que compor nosso cafofo dando um charme também ao cantinho de nossos mascotes. Dessa vez não foi a Phoebe que ganhou casa nova porque ela já se fez dona do sofá de pallets e não há quem faça ela sair do meio das almofadas. O sortudo de casa nova foi o gato da sogrinha, que a tempos precisava de uma caminha nova pra chamar de sua. Acompanhem então o passo-a-passo dessa caminha supimpa e super pratica de fazer!

Materiais:

  •  Gaveta de qualquer tamanho, e de preferência que seja garimpada de algum desapego;
  • Rodinhas para móvel;
  • Lixa;
  • Primer para madeira, sim aprendi a usar isso!;
  • Tinta acrílica;
  • Verniz fosco.

Primeiramente você deve retirar as ferragens e puxadores da gaveta, já que estes não fazem mais parte da nova vida dessa peça. Os buracos dos parafusos podem ser cobertos com massa corrida, basta uma lixadinha para dar acabamento e fica tudo lindo!

Depois de muito quebrar a cara com peças de madeira envernizadas ou laminadas, que após uma camada de tinta meio descuidada descascavam só de passar por perto, me rendi ao primer, solução para todos os problemas.

Lixe a peça até tirar o brilho e depois passe uma ou duas demãos de primer para madeira, isso vai garantir a fixação da tinta e prevenir futuras dores de cabeça com re-trabalho.

Após o tempo de secagem do primer, é hora de partir para a pintura. Aqui vale cores para todos os gostos! Recomendo a tinta acrílica fosca pois a fixação é boa e o acabamento com verniz dá certo.

Para dar um charme na nova caminha do Gato, sim esse é o nome dele!, comprei aquelas máscaras para stencil, você encontra em lojas de artesanato, com a silhueta de um gato e a escrita cat. Não contente apenas com o fundo preto e o detalhe em amarelo, coloquei uma fita adesiva amarela e em uma linda manhã de sol, momentos inéditos em Curitiba, começaram a pipocar bolinhas de tinta dando mais vida e charme à cama do Gato.

Após a secagem da pintura e das bolinhas, apliquei verniz spray fosco para dar acabamento e realçar mais a cor.caminha-pet-gaveta-1

Finalizada esta parte, é só colocar as rodinhas e partir para o abraço! A caminha está pronta para seu pet curtir seu novo cantinho charmoso!

caminha-pet-gaveta-2

perfil-camila

 

 

Rack com Pinus e Tijolos de Concreto

Já havia um tempo eu estava colecionando idéias sobre como fazer um rack para a sala com bloco de concreto, porém como no apartamento antigo já existia um rack monstro que era da proprietária, eu não podia colocar minhas idéias em prática.
Mas, para alegria da nação (muito mais minha com certeza) no cafofo 306 não havia nenhum movelzinho para me impedir de fazer minhas artes.
Este móvel eu comecei a fazer logo que me mudei, de um jeito meio improvisado para organizar a bagunça em um primeiro momento. Assim aproveitei uma tábua de pinus que havia comprado para um outro apartamento ( é eu já fiz várias mudanças rsrs) nessa época eu usava ele como uma prateleira atrás do sofá para esconder um colchão que ficava ali e ficou legal pra colocar algumas peças de decoração (Gambiarra Feelings).
1

Enfim, a tábua foi reaproveitada e para fazer a base usei revistas assim eu teria espaço na parte de baixo também. Me apaixonei pela ideia das revistas, mas como arquiteta, vivo sempre pesquisando algumas coisas nelas, então seria bem chatinho ficar tirando elas dali.
A segunda fase do móvel foi quando eu já havia comprado os blocos de concreto e não tinha o restante das tábuas, por isso substitui as revistas pelos blocos que serviram como adega (um charme). Usei um pedaço de carpete para colocar na base dos blocos para não riscar o chão.
Enfim consegui comprar as tábuas que faltavam para finalizar as prateleiras. Optei por colocar uma tábua na base para não precisar deixar as coisas no chão, coloquei dois blocos empilhados para dar altura para encaixar revistas e afins, e na prateleira de cima coloquei apenas uma linha de blocos na horizontal pois era um espaço que queria deixar os equipamentos da Tv.
Na parte onde coloquei a tv, optei por reforçar a área com mais uma tábua para não correr o risco de entortar devido o peso.
Para dar um charme a mais, usei como suporte para os dvds, um pedaço de palete que sobrou do sofá que fiz para um amigo, pintei ele com tinta preta fosca pois queria deixar com um ar mais sóbrio já que as almofadas do sofá são super coloridas. Bastou dar uma bela lixada e tinta pra que te quero!

Palete-Pintado

Fiz a mesma coisa em um caixote que ganhei no supermercado fim do ano (foi engraçada a cara do atendente ao ver minha alegria levando aqueles caixotinhos) esse eu utilizei para colocar cobertinhas pois com o frio de Curitiba é sempre bom ter uma por perto. Além da pintura, fiz uma colagem com uma imagem que encontrei em uma revista e fiz o acabamento com verniz acrílico.

caixote-pintado

Prontinho! Confesso que estou “in love” com esse novo móvel pois combinou demais com a decoração do novo cafofo.
A cadeira Krat ao lado eu fiz em uma oficina do Lab 74 feita aqui em Curitiba, onde aprendemos a construir nossa própria cadeira ( tão DIY!)

9 detalhes-rack-de-tijolos 15

perfil-camila