Inspiração do Dia #195

Como tem muita gente que não segue a gente  no Instagram, sei lá por que, resolvi mostrar como foi a transformação do meu caixotinho de feira, na mesinha de apoio, que você viu lá no antes e depois, da cabeceira da minha sogra.

Esse caixotinho estava aqui em casa já faz um tempinho, você viu ele aqui antes, e até bem pouco tempo atrás ele era uma floreiraComo eu estava procurando alguma coisa que eu pudesse transformar em mesinha de cabeceira sem muito trabalho, ele me pareceu perfeito para o trabalho.

Enquanto floreira ele ficou a mercê da chuva e da umidade das plantas, então a madeira acabou criando alguns pontos de bolor, pesquisei na internet e vi que poderia dar um jeito nisso lavando a peça com cloro e deixando ela secar completamente. Deu certo, demorou 1 semana, mas pela ficou como nova!

Pintei então o caixotinho com a amostra de tinta Ouro Monarca que ganhei da Coral, e decorei o fundo dele com o mesmo tecido adesivo DECO ART que ia aplicar na parede da cabeceira. Pra finalizar e deixar tudo mais charmoso, um conjuntinho de pés palito ♥

sapateira-de-caixote-blog-remobilia

Fiquei tão apaixonada pela peça no final que bateu até uma dorzinha de amor deixar ela lá na minha sogra, mas não tem problema por que posso visitá-la sempre que sentir saudades 😛

perfil_patricia

Inspiração do Dia #189

Eu nunca gostei da expressão “pensar fora da caixa”, principalmente quando ela era usada pelos meus professores da pós-graduação, quase sempre era associada com uma quase obrigação de tentar algo diferente, mas sempre vinha de forma tão vaga que acabava soando como uma palavra da moda tipo, “superar expectativas”  “não sei o que personalizado”, será que é possível pensar fora da caixa o tempo todo, não cair no “lugar comum”, superar sempre as expectativas e criar algo realmente personalizado, sempre?

Nessa leva de expressões vagas vem também o “seja criativo!” Mas o que isso significa? Pra mim, ser criativo, ao menos no campo da decoração, é conseguir enxergar novos usos e combinações usando os mesmos objetos de sempre, com outros que não tem nada a ver, afinal um sofá deverá primeiramente cumprir a sua função de ser um sofá, mas ele pode ser feito de paletes, caixotes ou até sobras de tijolos, cumpriu a função de ser sofá? Então estamos bem.

Acredito na criatividade como um exercício, que deve ser feito a todo momento e dele surgirão as tais ideias criativas, mas onde eu quero chegar com esse blá, blá, blá mesmo? Ah! Lembrei.

Dia desses, encontrei essa ideia super bacana que transformava um cesto de lixo em uma mesinha de apoio super charmosa, e é claro que eu amei, mas o que mais me chamou a atenção foi a simplicidade da ideia. Você tem um cesto e um tampo de madeira, junte os dois e terá uma mesinha de apoio… e se for experto o bastante, talvez até um baú também, simples assim!

mesinha-de-cesto-de-lixo

A sacada nesse caso, é que essa é apenas uma ideia derivada de tantas outras, como saber quem foi o primeiro a apoiar algo em um cesto de lixo e ver que ali poderia existir uma mesinha? Impossível saber, mais o importante é que a ideia é ótima e pode ser aplicado em várias outras coisais, e aí entra outra parte do exercício de ser criativo, se inspirar, aplicar, compartilhar e inspirar os outros em seguida. Beijos e até a próxima inspiração 😉

Você encontra a fonte das imagens e alguns diys para colocar em prática na nossa galeria do Pinterest.

perfil_patricia

Antes e Depois: Mala Retrô Vira Mesinha de Apoio

ANTES E DEPOIS MALA RETRO

Oi pessoal tudo bem? Semana passada encontrei um passo a passo de como transformar uma mala antiga em um mesinha de apoio, que me deu vontade de gritar de alegria.

Uma por ter sido lindamente executado pela artista plástica Denise Meneghello, mais uma vez em parceira com o portal Casa Abril e duas porque estou devendo a um tempinho um post mais detalhado de como restaurar, reformar e reutilizar uma mala antiga.

Então pra todos que estavam desesperados para saber o que fazer com aquela a mala cheia de potencial que está jogada no quartinho da bagunça, essa é pra vocês!

Dicas Extras:

  • Use uma mala estruturada, que pode ser achada em lojas de usados, antiquários, ou pela internet no Mercado Livre, assim como os pés palito.
  • Você também pode comprar uma cadeira velha em uma loja de usados e usar os pézinhos dela.
  • Se a mala tiver uma cor escura, primeiro pinte-a de branco espere o tempo de secagem e só depois pinte com a cor de sua escolha, isso vai fazer com que a cor fique mais próxima ao padrão da embalagem.
  • Faça todo o processo de pintura em um ambiente aberto, arrejado e não esqueça de usar máscara.

Veja como é fácil e não requer prática nem tão pouco experiencia montar uma mesinha retrô linda pra chamar de sua!

Via Casa Abril Denise MeneghelloForre a mesa com papel e, sobre ela, coloque a mala.  É fundamental limpar bem a mala com um pano umedecido em álcool para a remoção de resíduos.

Via Casa Abril Denise Meneghello

Pinte a mala e os quatro pés com tinta spray (a cor do móvel da imagem é vermelho acerola).  Pinte três demãos, com intervalo de três horas entre uma demão e outra.

Via Casa Abril Denise Meneghello

Os pés devem conter furos e, para cada um, providencie uma arruela e parafuso com cabeça.  Normalmente, quando se compra o pé já furado, ele vem com kit completo das ferragens.

Via Casa Abril Denise Meneghello

Com uma furadeira e broca correspondente ao tamanho do parafuso, faça um furo em cada extremidade da mala.  Uma dica: coloque um bloco de madeira sob a mala para não perfurar a mesa de trabalho.

mala-mesa5

Coloque a arruela e, em seguida, o parafuso em cada furo da mala.

Via Casa Abril Denise Meneghello

Agora, rosqueie o pé no parafuso. Segure o parafuso por dentro da mala com uma das mãos e, com a outra, encaixe o pé.

Via Casa Abril Denise Meneghello

Repita com os demais pés.

Via Casa Abril Denise MeneghelloPara finalizar, aperte bem os parafusos utilizando uma chave de boca para que os pés fiquem bem firmes. Uma dica: quanto mais duro for o material da mala, principalmente o fundo, mais firme ficarão os pés.  Aproveite o interior da mala para guardar livros e objetos menos usados no dia a dia.

Depois é só escolher o cantinho que ela vai ficar e decorar, de quebra você ainda pode usar a mala para guardar livros, joias, documentos e o que mais você quiser.

Via Casa Abril Denise Meneghello

Veja o post original aqui no portal da Casa Abril.

fundadores_perfil_patricia

Mobílias com Bagagem e Estilo

Já faz algum tempo que não posto nada relacionado a reutilização de materiais na decoração, mas isso é só porque estava esperando surgir alguma ideia muita bacana pra mostrar pra vocês heheheh.

Hoje de manhã, folheando uma revista de decoração gringa, eu me deparei com uma peça muito interessante que eu já tinha visto, ao menos a ideia, antes em outros lugares, contudo naquele momento com todo o trabalho de ambientação ela me chamou muito mais atenção e vi que isso tinha que virar um post para Remobília.

Todo mundo deve ter em casa alguma mala super velha que fica socada no quarto da bagunça que todos nós cultivamos, pois bem, porque não dar uma repaginada nessa mala e transforma-la em um acessório super descolado e diferente pra decorar sua casa??

Lá na ambientação que vi na revista gringa o decorador resgatou uma mala velha de couro bem surrado, colocou 4 pezinhos palitos combinando o tons da madeira com o às do couro e fez disso uma mesa de apoia na entrada da sala, ficou simplesmente um luxo.

Se você curtiu a ideia, saca só a quantidade de coisas bacanas que dá pra fazer com sua mala velha, sem gastar muita grana, e mesmo assim ter peças bacanas.

Se gostou, ou não, deixe seu comentário beleza?!?!