diy-luminaria-de-cestinho-de-lixo-4-blog-remobilia

DIYcas e DescARTES | Luz no Balde

Fui ao supermercado, fazer a chata “compra do mês”,  mas já que é chato, sempre tento deixar mais divertido, passeando pelos corredores de assessórios de cozinha e banheiro! Eu adoro! E foi exatamente num dia comum desses que encontrei “A” lixeira, na prateleira dos lixinhos dando a maior sopa!

Amor à primeira vista, segunda e terceira também. Quando me dei conta eu já imaginava como balde, e claro, pendurado, desfigurado, transformado, menos sendo lixeira.

Não teve jeito, por R$ 12,09 – Quem deixa um produto desses na prateleira do Carrefour? Cheguei em casa e tratei de botar uma ideia em prática.

Materiais:

  • Lixo do Carrefour
  • Furadeira
  • Kit Pendente

Gente! Sério! É super simples fazer esse projeto, fácil e lindo!

diy-luminaria-de-cestinho-de-lixodiy-luminaria-de-cestinho-de-lixo-3-blog-remobilia

Simples né? Se você curtiu essa ideia linda, dá um pulinho lá na Estúdio Vira-Lata pra conhecer um pouquinho mais do trabalho da Júlia.

perfil-julia

Jardim-Remobília-Bendito-Verde-2

Jardim Remobília com Bendito Verde

Oi gente!! Tudo bem com vocês? Por aqui tem muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, rolou encontro de blogueiros na abertura da Casa Cor e vários novos projetos se desenrolando, mas não te preocupa que logo vou poder contar um pouco mais sobre tudo isso e mais um pouco pra vocês.

Por agora tô dando uma passada rápida só pra apresentar mais uma nova colaboradora do blog, achou que já tinha conhecido todas né?! Não meu bem, ainda tem muita gente maravilhosa vindo aí, pra somar e deixar esse blog ainda mais lindo e cheio de inspirações.

Hoje é a vez de introduzir a Adriana Schuler do Bendito Verde Paisagismo, que vai ajudar a gente a trazer um pouco mais de verde pra nossa casa, com ideias simples e lindas que todo mundo pode colocar em prática, como terrários em potinhos de compota, mini jardins de suculentas em latas de azeite, ou em rolhas de vinho por exemplo.

Jardim-Remobília-Bendito-Verde

Assim que recebi o contato da Adriana se oferendo para ser colaboradora do blog, vi que o trabalho dela tinha tudo a ver com a gente, não é mesmo? Mas e você, que dicas de jardinagens você gostaria que a Adriana trouxesse pra gente?! Deixe suas sugestões aqui nos comentários, a gente vai amar responder!!

 

unnamed (1)

 

Potinhos-de-vidro-com-capinhas-de-croche-blog-remobilia-1

Inspiração do Dia #205

Pra quem ainda não reparou, estamos cheios de novas colaboradoras por qui, cada uma delas trazendo diferentes linhas de trabalho e usos de materiais, mas todas com o mesmo objeto: Mostrar que todo mundo pode deixar a casa mais bonita e criativa, botando a mão na massa.

Hoje vamos conhecer mais uma delas, nossa crocheteira oficial Eliane Souza, que vai trazer muitas ideias de mimos, repaginadas e reaproveitamentos lindos que você pode fazer, usando o tricô e o crochê como ferramenta! Pedi pra que ela colocasse em prática uma inspiração que achei lá no Pinterest, mostrando justamente como uma simples capinha de crochê pode transformar vidrinhos usados de geleia e conservas em porta-trecos e até luminárias, super fofas. Olha só!

Potinhos-de-vidro-com-capinhas-de-croche-blog-remobilia

Fonte:  1 | 2 | 3 | 4

Well, here we go!

Sou paranaense, mas criada no interior de São Paulo, 27 anos. Aprendi crochê e tricô aos 10 anos de idade num lugar chamado A Casa do Pequeno Trabalhador, que a minha mãe me obrigou a frequentar, rs!

Nunca trabalhei realmente com os dois, só pequenas encomendas mesmo, até agora… Acabo de abrir uma empresa chamada A CROCHETERIA e vamos ver no que é que dá.

Eu realmente AMO crochê, não consigo me imaginar sem ele!

Estou enviando as imagens das capas de vidrinhos que eu fiz hoje, usei, inclusive, minhas sobras de linha. Fiz bem simples, assim qualquer um que tenha o mínimo de prática em crochet vai poder fazer em casa também… Espero que gostem!

Fazer as capinhas foi emocionante, me senti como se fosse uma neurocirurgiã em ação. Hahaha! Sério, foi bem legal e uma big responsabilidade, afinal eu sou fã do Remobília! 😉

Potinhos-de-vidro-com-capinhas-de-croche-blog-remobilia-2

Bom, espero poder mostrar que crochê não é nenhum bicho de 7 cabeças e que, com o mínimo de pratica, dá pra fazer muita coisa útil e bonita pra casa.

 

perfil eliane

diy-porta-tempero-de-gaveta-blog-remobilia-3

Cafofo 306 | DIY & Decor – Gaveta Porta Tempero

Enquanto o terceiro e último projeto com bobina está em andamento (prometo que vai valer a espera, está ficando incrível!) eu me desafio com a decoração dos outros ambientes do cafofo 306. Desde que me mudei, a decoração da cozinha ficou sempre em segundo plano.

Lembrando que quando entrei no apartamento não havia um móvel se quer, somente os tampos da cozinha e banheiro e o tanque. Comprei alguns armários e prateleiras para tentar acertar as coisas, e agora chegou o momento de dar uma cara mais arrumadinha para este cantinho.

Ao contrário dos outros ambientes do cafofo 306 que são todos coloridos, para a cozinha eu optei por uma decoração mais neutra e estou trabalhando para deixa-la mais enxuta possível! Comecei me desapegando de muita coisa, trabalhando a ideia de não estocar muitos produtos até por não ter espaço para isso e com o tempo as coisas vão se encaixando. Confesso que projetar uma cozinha pensando em materiais DIY é bem mais difícil do que imaginei, foram muitas pesquisas e um belo quebra cabeças para imaginar algo econômico e que se encaixasse perfeitamente no pequeno espaço que tenho e que consiga dar conta de tudo que está ali.

Enfim, agora teremos muitos DIY nesta cozinha, acompanhem a evolução!

E o primeiro projeto foi um porta-temperos feito com gaveta. Simmmm é possível e eu demorei muito para pensar nessa solução, pois sempre imaginava em projetos com a gaveta inteira, não com apenas uma parte dela. Por um bom tempo insisti na ideia de que queria um porta-temperos na bancada, e até pensei em comprar uma prateleira pronta para facilitar o serviço. Porém como boa teimosa que sou, insisti que poderia sair um DIY dali.

Fazendo uma limpa no meu ateliê encontrei uma gaveta que tinha pego no meu antigo prédio e que até então estava usando como sapateira embaixo da cama. Ela estava indo para fila do “desapegar” já que fazia um bom tempo que estava ali parada e nenhum ideia genial aparecia. Até que tudo se encaixou na minha cabeça e dali saiu um belo porta temperos baratíssimo! Acompanhe o passo-a-passo:

Materiais:

  • Gaveta do tamanho que quiser;
  • Primer (caso a gaveta tenha um acabamento brilhante)
  • Lixa
  • Tinta
  • Serra circular ou tico-tico
  • Cantoneiras e parafusos
  • Suporte para pendurar quadros

Comece retirando o fundo da gaveta e marque a altura que achar necessária para serrar as laterais da gaveta. Faça esta mesma marcação no fundo. Após serrar todas essas peças é hora de lixar a gaveta para dar acabamento e facilitar a fixação da tinta. Caso a gaveta tenha acabamento brilhante, além de lixar será necessário passar o primer para garantir que a tinta não saia. Encaixe novamente o fundo da gaveta com as laterais, fazendo a fixação necessária e para garantir que a gaveta fique bem estruturada, fixe as laterais com cantoneiras em “L”.

diy-porta-tempero-de-gaveta-blog-remobilia

Agora é só pregar atrás o suporte para quadros e pendurar na sua cozinha. Achei que ficou um charme meu novo porta temperos!

Conheça mais um pouco do trabalho da Camila na Rab House Decor!

Colaboradora-Camila-Vieira

 

antes-e-depois-criado-mudo-Blog-Remobilia-Polly-Mota-Atelie-2

Antes e Depois | Criado Mudo

Foi com muita alegria que recebi o convite para ser colaboradora desse florido, alegre e  divertido blog.

Bom, claro que por ser nova por aqui se faz necessária uma apresentação, senta que lá vem textão…, não péra vai ser rápido!

Meu nome é Polyana Mota, formada em Direito, natural de Brasília (mas morando há 11 anos em Marília /SP ). Sou restauradora de móveis e costumo dizer que a restauração de móveis me escolheu por que eu jamais vi como profissão e sim como hobby…

Um belo dia o hobby virou profissão, que virou felicidade estampada no rosto e que quando eu me dei conta já tinha me virado do avesso e mudado completamente minha vida!

Claro que o Direito ficou pra trás e minha vida foi pintada com milhares de cores diferentes.

Hoje, depois de mais ou menos quatro anos trabalhando como restauradora profissional já perdi as contas de quantos moveis tive o privilégio de restaurar e de quebra resgatar uma história que por vezes fica esquecida debaixo das camadas de verniz.

Quero trazer pra vocês um pouco desse universo da restauração que além de deixar nossa decoração de cara nova também contribui para a sustentabilidade do nosso planeta.

E para iniciar com o pé direito vamos ver como restaurar um criado mudo (que todo mundo tem em casa jogado em algum cantinho).

Materiais:

  • um criado mudo ( de qualquer estilo em madeira)
  • um litro de tinta esmalte a base d’agua (eu escolhi o tom amarelo canário)
  • um rolinho pequeno de espuma
  • um pincel de tamanho médio
  • lixa 150

Para começar lixe toda a superfície do criado para retirar o verniz ou pintura antiga. Isto feito, passe um paninho para remover o pó e podemos iniciar a pintura.
A pintura deve ser iniciada pelo tampo do criado. É muito simples, molhe o rolinho na tinta e estique a tinta no criado. Nos lugares menores utilize o pincel.

Três demão são suficiente e voilà: temos um criado mudo novinho e muito alegre!

criado-mudo-repaginado-blog-remobilia
Vocês devem ter percebido que dentro do criado eu colei um tecido e pintei de um azul num tom de tiffany…

Se você quiser dar uma bossa a mais por dentro das gavetas basta escolher um tecido de sua preferência e uma tinta de outra cor.

Pronto, seu móvel fica de cara nova rapidinho! Um beijinho e até o próximo post.

Aproveita pra conhecer o trabalho da Poly lá no Instagram e no Facebook também!

perfil-poly

Banquetas-decoradas-blog-Remobilia-Nat-Pietta

Nova Colaboradora Nati Pietta

Sou Médica Veterinária de formação (sim) e comecei a pintar como um passatempo. Como gosto de fazer TUDO do meu jeito, aproveitei pra ir decorando aos poucos a minha casa, que todos dizem ter uma decoração bem “alternativa” (que eu A-DO-RO). A primeira peça que fiz foi uma banquetinha baixa que encontrei no supermercado, bem baratinha. Fiz uma…duas…três…aí o pessoal foi gostando e me pedindo para dar uma cara nova para suas banquetas também. Achei o máximo! Não tem coisa mais gratificante do que ver aquele móvel desacreditado ganhando vida nova. A partir dá não parei mais.

E com as banquetas vieram mesas, criados, cristaleiras…enfim. Agora este é o meu trabalho!  😀 Acho que tá aí o motivo do meu apego com as banquetinhas, kkkk!

Banquetas-decoradas-blog-Remobilia-Nat-Pietta-3

Alguns dos meus bebês!! 😀

Bom, mas vamos ao que interessa! Como a minha casa é super pequena, quando se trata de decoração, sempre penso em peças que sejam versáteis. O que é o caso do meu amor maior, a BANQUETA!

Alta, baixa, com chita, capinha de crochê, estofadinhas, com frufrus, enfim…não tem como não se encantar com essas fofurinhas!

Banquetas decoradas blog RemobiliaFonte: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6

Além disso, elas são uma ótima base pra gente soltar a imaginação e decorar do nosso jeito (e sem gastar horrores)!  A vantagem é que elas podem fazer parte da decoração sem ter como primeiro uso o óbvio (ela foi feita pra sentar né, gente… kkk), mas pode ficar ali de estepe, pra quando chegar uma galera em casa poder acomodar todo mundo.

E tem muita ideia boa por aí. Já pensou em usar uma banqueta como mesa lateral, criado-mudo, ou apoio para aquele vaso de plantas que está aí num cantinho?
Banquetas decoradas blog Remobilia 2

Fonte: 1 | 2 | 3 | 4 |

Ou trocar as cadeiras por essas aqui!

decoracao-retro-etnica-indiana-6

Fonte: 1

Coisa mais linda, né?! Eu sei! Já estou cheia de ideias pra bolar um DIY! Logo, logo eu mostro pra vocês 😉

Beijos!

 perfil nati

Mesinha-Bobina-Dobradura-3D-faca-voce-mesmo-Blog-Remobilia-3

Mesinha de Carretel 3D de Papel!!

E seguimos com o desafio dos projetos com bobinas. Este é um modelo de mesinha de apoio, inspirado nos Garden Seat, a nova sensação da decoração. Confesso que sempre quis ter um em casa, mas não encontrava lugar para colocá-lo, e como o preço não é dos mais em conta, acabei deixando a ideia em stand by.

Pensando em referências para criar um outro projeto com bobinas, as inspirações de horas de Pinterest se uniram na minha cabeça e da junção do Garden Seat e de umas dobraduras com desenhos geométricos para fazer vasinhos, surgiu o nosso segundo projeto com bobinas. Acompanhe o passo a passo então.

Materiais:

  • 02 bobinas pequenas
  • Parafusos pequenos
  • Tesoura
  • Fita dupla face
  • Lápis e régua
  • Papel colorido (pode ser colorplus, cartolina)
  • Tinta (acrílica ou pva)
  • Tampo de espelho
  • 04 Rodinhas de silicone

O processo de preparo das bobinas é o mesmo do passo-a-passo anterior, faça a pintura da cor de sua preferência, aguarde secar e parafuse as bases unindo as duas bobinas, de preferência parafuse em 04 pontos para dar mais resistência a peça.

Em seguida parafuse as rodinhas para facilitar o manuseamento das bobinas quando for colocar o papel em volta.

Para fazer a dobradura usei uma inspiração do Pinterest que vou compartilhar com vocês. Existem outros modelos, alguns bem mais complexos, mas achei que este seria ideal para a mesinha.

No maior comprimento da folha para dobradura, faça linhas horizontais, lembrando que o espaçamento entre elas é você que define, pois isso irá interferir na quantidade de dobras e detalhes que sua peça terá. Neste caso usei um espaçamento de 10cm. Após fazer as linhas horizontais na folha inteira, faça linhas na diagonal, usei um espaçamento de 20cm, formando triângulos. Com os traços finalizados, é hora de começar a dobrar. Dobre as linhas diagonais para o lado onde a folha foi riscada. Faça isso nos dois sentidos. Em seguida vire a folha e faça as dobras horizontais. Quando você for fechar a folha contornando as bobinas, as dobras vão criando forma, de modo que as linhas horizontais ficarão para trás e os triângulos para frente. Adorei este efeito 3D com as dobraduras.

Mesinha-Bobina-Dobradura-3D-faca-voce-mesmo-Blog-Remobilia

Para fixar o papel nas bobinas utilizei fita dupla face no tampo para colar as bordinhas. Em seguida finalize em com um tampo de sua preferência, eu utilizei o tampo de espelhos para combinar com a outra mesinha que tenho no quarto.

Mesinha-Bobina-Dobradura-3D-faca-voce-mesmo-Blog-Remobilia2

Estou in love com a minha nova mesinha, achei que ficou super moderninha com este efeito 3D.

E você o que achou?

Colaboradora-Camila-Vieira

Minha-casa-Meu-Container-Blog-Remobilia-4

Minha Casa, Meu Container | Quartos

Depois de mostrar como nosso cafofo é por fora, e de te dar um gostinho de como ele é por dentro, chegou a hora de revelar o melhor lugar da casa, ou ao menos, aquele em que a gente passa a maior parte do tempo, mesmo que só dormindo. 😜

Há bem pouco tempo, a família Remobília dividia o mesmo quarto, apertados mas ainda sim felizes, já que quando nos mudamos, somente o térreo estava “finalizado”. A abertura para a escada e a montagem do nosso quarto junto do terraço, no primeiro andar, ficou para uma outra hora, quando o momento e a grana fossem propícios.

Levou um tempinho, cerca de 2 anos, pra isso acontecer, mas como vocês já devem ter visto em postagens anteriores, finalmente temos um cantinho só nosso, e o Arthur tem agora muito mais espaço para as suas traquinagens, em um quarto só dele também.

As coisas demoraram um pouquinho a mais do que o esperado, sobretudo pelo desafio de achar um modelo de escada com um preço acessível, que ocupasse pouco espaço, e não comprometesse a circulação em nenhum dos ambiente.

Depois de muito pesquisar, acabamos escolhendo uma Santos Dumont de madeira que veio do Paraná, com um preço muito mais em conta do que qualquer um dos modelos encontrados aqui em São Paulo.

Assim sendo, sem comprometer o espaço do ambiente com a escada, foi possível criar vários cantinhos especiais para o Arthur brincar.

Cama e guarda-roupa já eram uma coisa só, daquele jeitinho que mostramos para você nesse post aqui. Agora o cantinho para os brinquedos e a mesinha de atividade é bem maior que antes e de sobra deu pra criar um espaço pra desenhar, com adesivo de lousa, e um cantinho de leitura, aproveitando a área embaixo da escada.

Minha-casa-Meu-Container-Blog-Remobilia-Quartos

No banheiro pouca coisa mudou, além da cuba que agora não é mais aquela de fuxico, mas sim uma outra saladeira colorida com tinta spray 😃

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Enfim, chegou a hora de mostrar todos os detalhes no nosso quarto recém finalizado.

Pra quem segue a gente lá no Instagram a montagem do nosso quarto começou logo no finalzinho do ano. Todo o passo a passo da montagem com drywall, assentamento de piso e pintura, demorou cerca de 1 mês e meio para ficar pronto, contando que no caminho eu quebrei meu braço, e as coisas andaram um pouco mais devagar até eu me recuperar.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Quanto a decoração, depois que eu instalei cortinas azuis, cheias de passarinhos, na nossa sala, o Vinícius viu que ele tinha perdido completamente o controle do frufru por aqui, então eu prometi que no quarto poderíamos trabalhar com uma paleta mais “Homens da Casa”, assim a combinação de vermelho, amarelo e turquesa deu lugar a uma paleta de amarelo, cinza e preto.

Como vocês já devem ter percebido, nesse quarto não tem guarda-roupa. No lugar dele, um aparador e uma estante do Meu Móvel de Madeira, fazem esse papel, assim, além de lindos, eles ocupam pouquíssimo espaço, o mais importante de tudo por aqui, pra completar, dentro da cama baú nós guardamos roupas de cama e cobertores.

Mas o detalhe que mais amo nessa parte da casa, além da moldura cabeceira adesivada você viu como fazer aqui, é dupla de cadeirinhas de lata que eu reformei, com passo a passo, e transforme em criado-mudo.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Pois bem, depois de ver tudo o que a gente fez em tão poucos metros quadrados, resta dizer quanto nós gastamos com tudo no final das contas. Então aí vai uma listinha pra vocês, contando nossos maiores gastos para chegar no que hoje é o nosso sobradinho amado.

Térreo (home office, sala, cozinha, quarto e banheiro)

  • Drywall: R$ 3,500.
  • Piso, revestimentos e assentamento: R$ 1,800
  • Hidráulica: R$ 600,00
  • Elétrica: R$ 600,00
  • Pintura: R$ 1.200,00
  • Acabamento Portas e janelas: R$ 750,00

Total: R$ 8.450,00

Primeiro Andar (quarto casal)

  • Drywall: R$ 2.300,00
  • Piso e assentamento: R$ 700,00
  • Elétrica: R$ 300,00
  • Pintura: R$150,00
  • Vidros: R$ 350,00
  • Escada R$ 1.600,00.
  • Guarda-Corpo R$ 600,00

Total: R$ 6.000,00

Terraço

  • Estrutura: R$ 1.300,00
  • Painel Wall Eternit: R$ 1.500,00

Total: R$ 2.800,00

Sendo assim somando os R$ 17,000 da estrutura com os aproximadamente R$ R$ 17,300.00 de acabamento, nós gastamos aproximadamente R$ 34,250,00 para montar o nosso sobradinho. Lembrando que muita coisa foi a gente mesmo que fez, como montagem de drywall, elétrica, hidráulica e pintura, por exemplo. Isso fez com que o gasto com mão de obra fosse bem mais baixo do que seria normalmente. Além de que muitas coisas foram compradas em demolidoras, ao invés de lojas de construção, como portas e janelas.

No momento estamos trabalhando em uma proposta voltada justamente pra quem quer se aventurar nesse negócio de casa contêiner, mas não sabe nem por onde começar, vamos mostrar o caminho das pedras, pontos negativos, pontos positivos e tudo que você precisa saber antes de botar a mão na massa. Logo eu volto com novas notícias sobre o assunto pra vocês, Beijos! 😘