DIY Passo a Passo – Poltrona de Palete

Continuando com a nossa parceria com a Sparlack, agora foi a vez de mostrar como nós criamos a nossa poltrona de palete e como ela ficou ainda mais linda com o Verniz Extra Marítimo da Sparlack na cor Mar de Rolo.

Continue reading…

Minha Casa, Meu Container Fase 3

Já faz um tempão desde a última vez que mostrei mais detalhes do nosso cafofo por aqui, o pessoal nos cometários sempre me cobra, e eu nunca me animava a publicar nada novo eu sei, mas só por que estava esperando o momento certo de compartilhar com todos vocês, todas as transformações que o nosso cafofo sofreu nos últimos meses.

Tá certo que quem acompanha a gente lá no Instagram, volta e meia tem um gostinho de como ele é e de vez em quando até acompanha uma repaginada ali, uma transformada acolá, então é bom você seguir a gente por lá também, pra ver as coisas sempre em primeira mão!

Pois bem, lá no comecinho, nosso cafofo não passava de dois contêineres empilhados, como você pode ver aqui! Mas logo vieram as portas… o Arthur e alguns meses pagando aluguel sem sobrar grana nenhuma pra investir em nada, até que finalmente tomamos coragem, pegamos uma grana e finalizamos o primeiro andar, pra nos mudarmos logo em seguida e sair de vez do aluguel.

Uma época de muito improviso, me amor! Pra você ter uma ideia, nem pia da cozinha existia, o Vinicius criou a nossa, usando uma mesinha de madeira e uma saladeira, expert em gambiologias como já eu disse, mas logo nosso gabinete chegou, e todos os outros detalhes da casa foram sendo criados, reformados e remobíliados aos poucos, para compor o que é hoje, o nosso cafofo amado.

Agora nosso jardim até já se parece com um de fato, nossa amoreira está grande de vistosa, acho que teremos geleia da casa este ano, e as coisas andam bem por aqui.

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

A primeira coisa que fizemos quando batemos o martelo definindo que iriamos mesmo construir nossa casa usando contêineres, foi dividir o projeto em fases, a fim de otimizar o nosso tempo e concentrar nossas energias em uma coisa por vez.

A primeira etapa foi definir a planta e procurar um arquiteto para transpassar nosso projeto para as normas da prefeitura a fim de aprovar o projeto. Isso levou alguns meses e nesse tempo, já fomos adiantando a fundação para a fixar os contêineres, mas essa história eu já contei em outro post.

A segunda etapa foi finalizar toda a estrutura externa, fixar portas e janelas, tratar e pintar o contêiner, assim como cobrir a área externa com o gramado, postei tudo aqui!

A terceira etapa seria finalizar toda parte interna com o forro de drywall termo acústica, finalizar a parte elétrica e hidráulica e por mobiliar toda a casa. Foi exatamente essa fase que acabamos de concluir! E eu estou super animada em mostrar tudo pra vocês, ao longo da semana!

Ah! Sobre a pergunta que a Aline Araújo, fez lá no Facebook, sim, construir nosso sobradinho de contêineres, saiu muito mais barato do que fazer de alvenaria, sobretudo no quesito valor de mão de obra. O contêiner inferior de 12 metros custou pra gente na época R$ 6.000,00 e o superior de 6 metros R$ 4.000,00, foram mais R$ 800,00 de frete e R$ 700,00 do guindaste, somamos isso ao valor para preparar a fundação que foi de R$ 650,00, mais o valor das portas e janelas mais a mão de obra da instalação que ficou em R$ 5.000,00 temos um total de R$ 17.000,00, para fazer a estrutura da casa, sem acabamento. Só a nível de comparação, segundo o meu vizinho, ele teve um gasto de aproximadamente R$ 30,000,00 só com a parte de ferragens estruturais, para fazer um sobrado parecido com o nosso.

No próximo post vou falar sobre o acabamento interno, questões de temperatura e tudo mais. Beijocas!! 😘

Tem alguma dúvida que gostaria de tirar? Então escreve aqui nos cometários! 😉